Sobre o blog

INTRODUÇÃO

Já algum tempo tenho observado processos completamente infundados, motivado por desconhecimentos tanto do autor como de seu procurador. Exemplo disso foi um processo que atuamos como assistente técnico, onde o reclamante reclamava de surdez, mas sua audiometria tanto admissional como demissional estavam normais. Fatos como estes não ajudam a Justiça como um todo, pois oneram a Sociedade, alimentam falsas esperanças e atrasam processos cuja relevância é muito importante.
Outro dia estava na academia quando fui interpelado por um colega de academia, perguntando se uma pessoa com queda da audição em 8000 Hz em uma orelha no exercício da atividade de teleoperador existiria algum nexo causal. Quando disse que não, este ficou contemplativo.

E a gota de água final para elaborar este “blog” foi quando estava aguardando o avião em São Paulo para retornar a Porto Alegre e comprei na livraria do aeroporto um livro para me distrair chamado C@$H! de Joel Comm* (Editora Gente, 2011), e após sua interessante leitura comecei a realizar este trabalho.
Estamos abertos a criticas, elogios e sugestões. Todo o conteúdo enviado se puder ser aproveitado utilizaremos neste site. Se a pessoa não quiser usar seu nome, não tem problema, pode enviar com um pseudônimo.

OBJETIVOS

O primeiro objetivo é que estarei fazendo algo que gosto muito, ou seja, discutir com pessoas afins, como melhor fazer perícias na minha área de atuação à otorrinolaringologia.

O segundo objetivo é preencher esta lacuna que existe, uma vez que, este será o primeiro site a versar sobre PERÍCIAS EM OTORRINOLARINGOLOGIA no nosso meio.
O terceiro objetivo é a troca de idéias com todos envolvidos neste âmbito: o autor, o médico perito e os operadores do direito, desde o advogado até quiçá os desembargadores e seus assistentes.

Obs.: Este site neste primeiro momento não prestará consultoria ou qualquer atividade com fins lucrativos. Seu conteúdo é apenas informativo e interativo. Talvez quando esta “criança” crescer possam aspirar objetivos maiores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *